09 junho 2009

Época

Não sei bem se é uma questão feminina, mas penso que todos passamos por períodos.
Eu mesma vivo em ciclos constantes - picos de alegria e coisas boas seguidas de coisas não tão boas, só para mostrar que ninguém tem o direito de ser tão feliz assim.
A rotina influencia muito no humor. Saí de uma rotina ótima de trabalho para a solidão fria que me faz sentir uma inútil.
Sim, eu sabia que ia ser assim. Emprego temporário tem dessas coisas, mas não me arrependo.
Mesmo no emprego passei por períodos de solidão, mas era diferente. Mesmo sendo uma solidão socialmente horrível, ainda tinha a vantagem de me sentir competente a um trabalho que me foi solicitado e ao qual me dediquei de corpo e alma. Nada como se sentir útil!
O problema agora é a falta de um objeto de dedicação... 
Enfim...... melhores épocas virão!
E se alguém precisar de uma arquiteta, já sabe, né?

Cuá

12 fevereiro 2009

Coisas do acaso

Depois de loooongos 6 anos e meio de faculdade, finalmente vou colar grau nessa sexta-feira 13 (uh... macabro! rs). Preciso chegar às 16h, 1hr antes do horário marcado para início da cerimônia. Mas olha que coisa: parece brincadeira... estou ociosa há mais de 1 mês. Fiz uma entrevista de emprego no dia 27 de janeiro para um cargo que foi feito pra mim!!! O problema era que a resposta só viria no final de fevereiro. Foi uma escolha complicada, mas eu decidi deixar tudo em suspenso e esperar por essa resposta. Pois olha só que maravilha: hoje me ligaram de lá. A moça pediu pra eu ir lá na empresa para uma entrevista com a diretora (adivinha só?) às 15hs da sexta-feira 13 (macaaabro, não? rs).
O que eu não me conformo é que os dias passam um atrás do outro... e eu caçando coisa pra fazer (que não gaste dinheiro, afinal estou quebrada). Parece complô que os dois grandes eventos do mês caiam no mesmo dia e praticamente na mesma hora.
Só rindo mesmo...

Resumindo a história: consegui que a entrevista seja as 14hs (foi difícil). Vou pagar o mico de ir toda enfeitada pra entrevista e de lá saio correndo pra buscar o meu diploma. Desejem-me sorte!


Cuááá!!!!

10 fevereiro 2009

O apartamento

O apartamento que eu moro foi comprado pela minha avó no esquema "pato por ganso".
Olha só: compramos como "pronto-pra-morar" e "reformado". Leve-se em conta que o prédio é da década de 40. A rua era tida como "silenciosa" e o apartamento era "ótimo! *sorriso forçado*.
A verdade é: tenho um vizinho bêbado que inferniza a minha vida (além de beber e nunca limpar o ap. - que fede horrores - o cara ainda canta de madrugada ou corre pelo apartamento!); quando finalmente minha avó comprou o ganso, descobrimos problemas de infiltração, portas de armário emperradas etc... resumo: 2 meses de reforma! não salvou nada!; tem uma obra na frente do prédio à todo vapor: o pouco de vista que eu tinha vem sumindo dia a dia. Aliás, hoje de manhã eu, e minha maldita mania de pouca roupa pra dormir, nos deparamos com uma cambada de pedreiros bem na altura do meu andar. Bela maneira de começar o dia... De agora em diante, cortinas eternamente fechadas!

Mais um ganso pra coleção...

Até mais...

Cuá!

Obs. O termo "pato por ganso" foi aqui alterado em seu sentido para "ganso por pato", já que sou fã de patos!

07 fevereiro 2009

Quem nunca trocou pato por ganso?


Bom... pra mim é simples: se tem pena, bico e é bonitinho, então é tudo pato!
Mas a vida não é tão simples assim, infelizmente. De forma menos literal, já troquei muitos patos por gansos. E cada ganso que putaqueopariu, viu? Tem ganso que entra na sua vida de uma forma inesperada e não sai mais! É impressionante a quantidade de gansos que a gente passa a colecionar. Sem querer bancar a louca ou neurótica, mas é verdade: alguns gansos perseguem.
Mas nem tudo são gansos... alguns patinhos chegam com tudo e deixam a gente bem feliz! rs E eu adoooro patinhos, sabe?

Até a próxima!

Cuá!